Pagamentos instantâneos para e-commerce

O PIX é um novo conceito de pagamentos instantâneos em desenvolvimento pelo Banco Central brasileiro, que estará disponível a partir de novembro de 2020. Esse projeto viabilizará a realização de transferências monetárias de forma rápida e segura 24h por dia, sete dias da semana.

Diversificação nos sistemas pagamentos

Nesse novo sistema, as transferências monetárias ocorrerão diretamente da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor, sem a necessidade de intermediários. O PIX tem potencial de acelerar a entrega de produtos comprados no comércio eletrônico, pois a confirmação de pagamento pelo PIX será mais rápida que os métodos atuais, como boletos, TEDs e DOCs, e suas taxas de utilização serão inferiores às cobradas atualmente.

Para tornar a experiência de comprar online tão simples quanto a utilização de dinheiro em espécie, o PIX dispensará a necessidade inúmeras informações pessoais ou bancárias.

Assim, será possível a utilização de chaves ou apelidos para a identificação da conta transacional (ex: número do telefone celular, CPF, CNPJ), QR Code, e tecnologias que permitam a troca de informações por aproximação (ex: NFC). Dessa forma, não serão serão coletados dados irrelevantes para a realização da transação monetária, respeitando a LGPD.

Pagamentos instantâneos ao redor do mundo

Segundo o ranking da Fidelity National Information Services, 54 países realizam pagamentos instantâneos em larga escala em plataformas e-commerces através de sistemas equivalentes ao PIX. Assim, em escala global, a China e a Índia lideram a utilização desses sistemas. Em sequência encontramos a Austrália, Dinamarca, Polônia, Romênia e Suécia. Por outro lado, na América, somente os Estados Unidos despontam como um grande usuário dessa tecnologia.

Em 2018, a China movimentou um montante superior a 12 trilhões de dólares por meio de Mobile Payment Platforms. Dentre os aplicativos mais utilizados, destacamos o Alipay e o Tencent-backed WeChat Pay. Entretanto, apesar dos inúmeros benefícios da utilização do PIX, mais de 50% do e-commerce brasileiro desconhece essa funcionalidade.

Solução para boletos gerados e não pagos

Atualmente, um dos grandes problemas enfrentados pelo e-commerce brasileiro é o não pagamento de aproximadamente 50% dos boletos gerados. Isso ocorre, pois ao emitir um boleto, ocorre o bloqueio automático do produto “vendido” no estoque da empresa, impossibilitando a venda imediata desse produto.

Assim, por se tratar de uma forma de pagamento e recebimento instantâneo do valor pago, o PIX tende a minimizar as perdas geradas pelo não pagamento de boletos, possibilitando aos lojistas oferecerem descontos para pagamentos instantâneos.

Dessa forma, o PIX representa uma evolução tecnológica sem precedentes para o sistema econômico brasileiro, fortalecendo o e-commerce nacional, e tornando-o mais competitivo internacionalmente.

Perspectivas a curto e médio prazos

Apesar da tecnologia PIX estar em desenvolvimento pelo Bacen, cada instituição financeira deverá desenvolver sua própria plataforma para se conectar ao serviço. Assim, novos aplicativos serão ofertados aos clientes de diversos setores da economia.

Nesse sentido, a Shoppub aguarda ansiosa pelo lançamento do PIX. Tal ferramenta será essencial para acelerar as vendas dos nossos parceiros, e garantir-lhes melhores condições de pagamento, resultando em inúmeros benefícios a todos os usuários da nossa plataforma.

Fontes:
Banco Central do Brasil, Adminstradores.com, Fidelity National Information Services

You may also like...