E-commerce registra crescimento de 47% durante a pandemia

Nos últimos meses o mundo todo tem experimentado o isolamento social como uma nova realidade. Dentro desse cenário, muitos lojistas se viram impelidos a seguir pelo caminho online como forma de manter o seu negócio vivo. Da mesma forma, muitos consumidores começaram a utilizar o e-commerce para realizar suas compras, incluindo aqueles que nunca tinham feito isso antes.

E-commerce registra crescimento de 47% durante a pandemia

Com esse aumento na oferta e no consumo online, somente no mês de abril o e-commerce cresceu 47%, isso é o que indica um estudo realizado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) em parceria com a Konduto.

De acordo com Maurício Salvador, presidente da ABComm, “O resultado é que hoje a curva do e-commerce brasileiro já é muito maior do que no início de 2020. Depois da queda de 20% das vendas no começo da quarentena, o brasileiro voltou a comprar, e o setor registrou crescimento acumulado de 47% de pedidos ao longo do mês de abril”.

Em relação ao ticket médio, a pesquisa mostrou um aumento de 18%, chegando a R$492,23, contra R$417,82 em relação ao início de março.

Para chegar a esses números a pesquisa analisou 25 milhões de pedidos realizados em 4 mil lojas no período de 1 de março a 25 de abril. Entre os setores analisados estão artigos esportivos, auto peças, bazar/importados, bebidas, bijuterias e acessórios, brinquedos e jogos, calçados, cosméticos, eletrodomésticos, eletrônicos, farmácia, livraria, moda, móveis e decoração, moda, ótica e supermercados.

Dados de 4 períodos

Para realizar a pesquisa foram analisados 4 períodos distantes dos últimos meses no e-commerce. O primeiro período analisado foi de 1 a 14/03, antes do início do isolamento. O segundo foi de 15 a 28/03, já com o isolamento iniciado. O terceiro foi de 29/03 a 08/04 e o quarto e último de 09/04 a 28/04.

Durante cada período, foi analisado o ticket médio no comércio eletrônico:

  • De 01/03 a 14/03 o valor foi de R$417,82;
  • De 15/03 a 28/03, houve uma queda de 19,24% no número dos pedidos, porém o ticket médio se manteve estável e variou apenas 5,44%, chegando a R$440,54;
  • 29/03 a 08/04 os pedidos subiram 28,83% e o valor do ticket médio chegou a R$441,04, com uma pequena variação de 0,11%;
  • 09/04 a 28/04 os pedidos subiram 14,26% e o ticket médio chegou a R$492,43, subindo 10,44%;

Categoria de brinquedo se destacou no e-commerce

Durante as primeiras semanas de isolamento social algumas categorias tiveram um grande aumento de vendas, sendo a de brinquedos e jogos a que registrou o maior salto entre todas, com um aumento de 434,70% nos pedidos.

Além dela também registraram aumento:

  • Supermercados, com 270,16%
  • Artigos esportivos, com 211,95%
  • Farmácia, com 41,56%
  • Eletrodomésticos, com 4,47%

Indo na contramão, as categorias que mais registraram queda forma:

  • Bebidas, com queda de 76,62%
  • Autopeças, com queda de 57,95%
  • Livrarias, com queda de 46,43%

Esses números acabaram mudando nas semanas seguintes, com queda no setor de brinquedos de 37,54% e retomada no setor de bebidas com 54,27%.

O momento de incerteza causado pela pandemia provocou um baque em diversas categorias do e-commerce conforme a população se ajustava a uma nova realidade. É comum que muitas categorias ainda estejam tentando retomar o ritmo de vendas enquanto outras assumem o protagonismo no e-commerce.

Com esse cenário a expectativa é que o comércio eletrônico continue nessa curva de crescimento, pelo menos pelas próximas semanas e enquanto o comércio físico estiver fechado.

Com informações do E-commerce Brasil.

You may also like...