Dicas para usar o PIX com segurança em seu e-commerce

Desde que foi criado pelo Banco Central, em 2020, o Pix tem facilitado a vida de muita gente. Afinal, esse sistema de pagamento permite que todas as transações de compra e venda sejam feitas entre contas em poucos segundos. E o melhor: a qualquer hora ou dia. No entanto, mesmo com as facilidades oferecidas pelo sistema, é preciso ter atenção quando for utilizar esse meio de pagamento. Neste artigo, vamos dar algumas dicas para usar o Pix com segurança em seu e-commerce.

Então, aproveite e fique de olho!

Vantagens do Pix

Criado para ser mais uma opção disponível à população, o Pix oferece algumas vantagens em relação aos meios já conhecidos.

Por exemplo: não é necessário saber onde a outra pessoa tem conta. Você pode realizar a transferência a partir de um telefone na sua lista de contatos usando a Chave Pix.

Outra facilidade é que o Pix pode ser realizado a partir de uma conta corrente, conta poupança ou conta de pagamento pré-paga.

Na prática, o sistema ajuda a melhorar a competitividade de sua empresa, pois incentiva a inclusão financeira.

Além disso, é gratuito e promove um maior uso dos meios de pagamento eletrônico. Isso significa mais eficiência no atendimento ao seu público.

De acordo com o Banco Central, todas as movimentações feitas por meio do Pix são seguras e confiáveis. No entanto, apesar de todos os mecanismos de segurança do sistema, não se deve relaxar com os cuidados na hora de usar o Pix.

Fraudes envolvendo o Pix

Desde a chegada da pandemia de Covid-19, o e-commerce brasileiro tem registrado um crescimento acelerado.

Vender on-line passou a ser um negócio rentável. Por outro lado, com o crescimento deste mercado, aumentaram as fraudes nos sistemas que envolvem a tecnologia.

Em outras palavras, os golpistas da internet passaram a atuar com maior intensidade por meio da tecnologia a fim de capturar novas vítimas.

Tanto que o Banco Central chegou a divulgar uma campanha para alertar a população.

Com o slogan “O Pix é novo, mas os golpes são antigos”, o Banco fez um rigoroso alerta para que os usuários fiquem atentos na hora de usar o sistema.

Portanto, vamos às dicas para usar o Pix com segurança em seu e-commerce.

Pesquise seu fornecedor antes de comprar

Muitos lojistas conseguem encontrar produtos aparentemente baratos e cujas margens de lucros se mostram atraentes.

No entanto, é preciso ter muito cuidado, pois, como diz o ditado, “nem tudo que reflete é ouro”.

Fique de olho em tantas facilidades que podem ser oferecidas através de meios de pagamento.

Assim sendo, ao identificar um bom produto, procure saber a procedência do fornecedor ou fabricante; pesquise o CNPJ desta empresa e também se há reclamações.

Sempre que possível, conheça de perto seu fornecedor. Afinal, ele deve ser um parceiro de sua empresa.

Tome cuidado ao disponibilizar os dados de sua empresa em páginas falsas que se parecem com as verdadeiras.

Golpistas se aproveitam de qualquer brecha para fazer novas vítimas. E usam as facilidades oferecidas pelo Pix, por exemplo, para enganar os lojistas.

Portanto, oriente sua equipe para ser cuidadosa na hora de selecionar um novo fornecedor.

Tudo na plataforma

Toda e qualquer transação financeira no seu e-commerce deve ser feita somente através da sua plataforma de vendas.

Não caia na conversa de quem quer burlar o sistema.

Afinal, além de trazer prejuízo material, os fraudadores de plantão podem roubar todas as informações de sua loja virtual caso você não esteja prevenido.

Use um sistema antifraude

A tecnologia está aí para proteger seu e-commerce. E investir em um bom sistema antifraude vai evitar muita dor de cabeça. Principalmente nesta época de fim de ano.

Assim, conte com a ajuda da Inteligência Artificial para proteger seu e-commerce e, inclusive, as transações via Pix.

Isso é importante, pois muitos golpistas utilizam as facilidades oferecidas pelo Pix, como a velocidade do pagamento, para criar falsos QR Codes.

Entretanto, é possível tomar alguns cuidados para prevenir seu e-commerce dos criminosos.

Uma boa dica é explicar para o seu público como identificar o QR Code real da sua loja virtual. Assim, seus clientes saberão a diferença de um QR Code falso.

Outra boa opção é usar um QR Code dinâmico; como é gerado a cada venda, fica inválido após sua utilização.

Um bom sistema antifraude é capaz de identificar se sua loja pode ser alvo dos golpistas.

Venda com segurança

A Black Friday se aproxima e ninguém quer ter prejuízos, não é mesmo? Por isso, se seu e-commerce ainda não está totalmente blindado, ainda dá tempo de correr e investir em mais segurança.

Você pode usar o Pix com tranquilidade, mas nunca é demais se precaver neste que é considerado o melhor período de vendas para o comércio eletrônico.

Agora que você já sabe algumas dicas para usar o Pix com segurança em seu e-commerce, mãos à obra!

Use sempre a tecnologia a seu favor para proteger sua loja virtual.

Por fim, saiba que nós, da Shoppub, queremos que seu e-commerce cresça com informações precisas e eficientes.

E se quiser saber mais sobre o tema, fale com a gente.

Fonte: Freepik

You may also like...