5 tendências para o e-commerce em 2020

Desde o seu surgimento, o e-commerce vem evoluindo a cada ano. As compras online deixaram de ser um local visto como inseguro para se consolidar como um dos meios favoritos de compra para grande parte do público.

5 tendências para o e-commerce em 2020

Com um crescimento de 12% só no primeiro semestre de 2019, a expectativa é que no próximo ano o comércio eletrônico venda tanto quanto ou mais do que o varejo tradicional.

E nessa subida constante é natural que algumas mudanças surjam e novidades sejam introduzidas nesse meio.

É preciso se adaptar as novas tecnologias e ao comportamento do usuário,  melhorando a experiência de compra e se mantendo relevante no mercado.

Sendo assim, é importante ficar atento as novas tendências para o o e-commerce e começar e a pensar em como a sua loja pode se adaptar a elas. Nesse artigo, selecionamos 5 destas tendências que acreditamos serem bem promissoras para 2020. Confira:

5 tendências para o e-commerce em 2020

01 – Compras por voz

Temos vivenciado a popularização de assistentes pessoais comandados por voz, como a Siri e a Alexa. Essa última foi recém lançada no Brasil pela Amazon e já tem ganhado muitos adeptos.

Normalmente utilizadas para tarefas do dia a dia, como informar sobre a previsão do tempo ou acender as luzes de casa, essas assistentes começam a ganhar importância na pesquisa por voz e nas compras online conforme entram na rotina dos usuários.

Aqui entra em cena o Voice Commerce, uma das tendências para o e-commerce que deve se tornar muito relevante nos próximos anos e que tem o potencial de atrair novos consumidores, principalmente pelo fator inclusivo ao dar acessibilidade a pessoas com deficiência visual.

Portanto, os e-commerces que começarem a entender como essa tecnologia funciona e como podem adaptar a sua loja para atender os requisitos de uma compra por voz, vão se beneficiar de mais um canal e podem ganhar novos consumidores que se utilizam essa facilidade.

02 – Melhorias na logística e rapidez no envio

Uma das partes mais importantes da experiência de compra no e-commerce está ligada a forma como o cliente recebe o seu produto, ou seja, a entrega.

Diminuir o preço do frete e oferecer diversidade na entrega do produto são pontos que devem ser trabalhados e pensados no próximo ano, isso porque os consumidores já estão experimentando novas formas de receber o produto e vão esperar que um certo padrão seja mantido na maioria das lojas.

Um bom exemplo disso é o serviço Prime da Amazon que já está em funcionamento no Brasil e oferece frete grátis para qualquer compra de seus associados e entrega em um dia.

É claro que esse modelo é quase impossível de ser copiado pela maioria dos e-commerces, principalmente para os pequenos lojistas, mas ele pode servir de exemplo para implementar rapidez e eficiência na sua logística.

Fazer parcerias e integrar a sua loja com transportadoras traz variedade nas suas opções de entrega e garante mais eficiência no envio do produto.

Além disso, modelos de entrega como retirada no local ou pontos de retirada tem ganhado cada vez mais adeptos e podem ser uma boa investida para a maioria das lojas.

03 – Marketplaces

Essa é uma tendência para o e-commerce que ganhou espaço nos últimos anos e que vai continuar em expansão em 2020, visto que o público já está acostumado com os marketplaces de grandes lojistas como Submarino, Americanas e Netshoes e confiam cada vez mais nesse modelo.

Essa forma de vender online pode ser especialmente atraente para novos lojistas devido a facilidade de se inserir em um grande mercado, além de receber a credibilidade dessas grandes lojas.

Resumindo, os marketplaces vão continuar numa crescente oferecendo visibilidade, alto retorno, acesso ao público e uma boa estrutura de vendas para os lojistas que investirem nessa área.

04 – A importância do mobile

De acordo com o último relatório Webshoppers, os pedidos feitos por dispositivos móveis no e-commerce representaram 42% das vendas só no primeiro semestre de 2019.

A tendência é que esse número aumente cada vez mais e as compras online na palma da mão se tornem o principal meio de vendas da maioria dos e-commerces

Por isso, é importante ter uma loja voltada para o mobile, com funcionalidades específicas e otimizadas para simplificar a compra de quem utiliza esses dispositivos.

Nesse cenário, os aplicativos se mostram como uma boa alternativa para aproveitar ao máximo os dispositivos móveis. Com um aplicativo, o acesso a sua loja é facilitado e o cliente tem alcance rápido a seus produtos e pedidos, aumentando a sua taxa de conversão.

05 – E-commerces mais leves e dinâmicos

Outro aspecto que deve ser refletido em todas as plataformas é a leveza nos e-commerces, com sites que priorizam a experiência do usuário em uma compra mais fluída e rápida.

A tendências é que as lojas diminuam grandes elementos que distraiam o consumidor do que realmente importa, ou seja, as informações sobre seus produtos.

Construa um e-commerce que não gere obstáculos para o cliente concluir a compra, pense em simplicidade e objetividade.

Sem contar que quanto mais leve a sua loja, mais rápida e fácil fica a navegação, refletindo diretamente no seu checkout.

Como vimos, as tendências para o e-commerce estão voltadas para a experiência do usuário, trazendo uma navegação mais dinâmica, rápida e otimizada para os mais diversos dispositivos.

Nossa dica é: veja essas tendências como possíveis caminhos a seguir na sua loja e planeje como você pode implementa-los. Quem sabe você não sai na frente dos seus concorrentes?

Gostou do nosso artigo? Não esqueça de se inscrever na nossa newsletter e curtir nossa página no Facebook.

You may also like...