Mitos e verdades para aumentar seu SEO

Muitos mitos e verdades cercam os sinais complexos que os mecanismos de pesquisa usam para determinar as classificações orgânicas. Nesse artigo vamos analisar alguns mitos e verdades que podem aumentar seu SEO.

Mitos para aumentar seu SEO

Idade do domínio

Um dos mitos mais populares, é que os domínios mais antigos têm uma classificação mais alta. Entretanto, isso não é verdade.

Apesar dos mecanismos de pesquisa terem acesso à idade do domínio, o próprio John Mueller (webmaster do Google) garante que a idade do domínio não ajuda em nada nas buscas orgânicas.

Idade dos negócios

É triste, mas a longevidade de sua empresa também não influencia suas classificações orgânicas. Infelizmente, nem sempre os algoritmos de pesquisa mostram preferência por empresas mais velhas.

Assim, para obter uma boa classificação de negócios de forma orgânica, é preciso que o site seja relevante, tenha um perfil de links de qualidade, e tenha altos padrões técnicos de SEO.

Tráfego e número de vendas no site

Os algoritmos da “Pesquisa Google” não acessam o Google Analytics para conferir o tráfego e nem o volume de vendas do seu site.

Entretanto, o número de pesquisas diárias usando o nome da sua empresa influencia os resultados da pesquisa orgânica. Ou seja, quanto mais pessoas clicarem no seu site, maior será sua visibilidade e classificação.

Rankings fornecidos por terceiros

Os dados utilizados por ferramentas de ranqueamento como Alexa, SEMrush, Ahrefs e Majestic são diferentes dos dados que são usados pelos algoritmos do Google, ou da Microsoft. Assim, essas ferramentas não podem medir e nem contribuir com o desempenho de pesquisa orgânica do seu negócio.

Outros sucessos

Outro mito popular, é que o bom ranqueamento em um setor te ajudará a ser bem classificado em outros setores.

Entretanto, ter sucesso em uma área de negócios não garante sucesso em outras áreas. Por exemplo, a Nike aparece como fabricante em destaque na primeira página do Google quando procuramos por “chuteiras de futebol”.

Entretanto, é a Adidas que ocupa a posição de destaque no Google quando procuramos por “meião de futebol”. Assim, fica claro que ter sucesso em um setor, não garante sucesso em outros setores.

Gastos com anúncios

O Google e a Microsoft negam a existência de qualquer conexão entre os valores gastos com publicidades em páginas de buscas, e os resultados das classificações orgânicas.

Entretanto, pode ser que essa relação ocorra indiretamente.

Suponhamos que quanto mais você anunciar sua marca, mais famosa sua marca vai se tornar. Então, é possível que graças a fama da sua marca, ela seja pesquisada mais vezes por dia como palavra-chave, aumentando seu tráfego de pesquisa orgânica.

Meta palavras-chave

Desde 2009, quando o Bing parou de usar meta palavras-chave elas não têm nenhum papel nas classificações orgânicas de países Americanos. Entretanto, o Baidu ainda usa essas meta palavras-chave. Dessa forma, a não ser que você venda na China, as meta palavras-chave não beneficiarão sua classificação orgânica.

Verdades para aumentar seu SEO

Para finalizar, identificamos a existência de quatro ações principais que realmente afetam suas classificações orgânicas:

1 – A capacidade dos mecanismos de pesquisa rastrearem e indexarem seu site com rapidez e precisão;
2 – A relevância do seu conteúdo textual para as pessoas reais;
3 – A qualidade dos sinais que seu site envia para ampliar sua relevância;
4 – O quão bem esses três aspectos correspondem às preferências dos algoritmos dos mecanismos de pesquisa.

Prezado Leitor,
Compartilhe com a gente sua opinião e experiências sobre o assunto. Caso tenha alguma dúvida sobre como melhorar o SEO do seu comércio eletrônico, entre com contato com nosso suporte.
Um forte abraço da equipe Shoppub.

Fonte: PracticalEcommerce

You may also like...