Precificação no e-commerce, como definir o seu preço?

Ao começar um negócio é comum que os novos empreendedores tenham dúvidas sobre a precificação dos produtos. Essa dúvida também afeta lojas já estabilizadas que precisam rever a sua política de preços. As lojas online tem fama pelo seu preço baixo e pela praticidade da compra, são esses atributos que atraem os clientes. Mas será que vale a pena apostar tudo no menor preço? Quais são os fatores que devem ser levados em conta na hora de definir os preços dos seus produtos?

Precificação no e-commerce, como definir o seu preço?

Pode ser difícil definir como fazer a precificação dos seus produtos ou serviços, é preciso considerar todos os gastos que influenciam na aquisição do produto além da lucratividade desejada. Alguns cálculos matemáticos entram no caminho, e muitos empreendedores que não possuem afinidade com os números acabam errando ao tentar simplificar essa etapa e definindo uma margem única de precificação para todos os seus produtos.

 

Deve-se levar em consideração o custo do produto, o custo da sua operação, custos com a venda e qual o lucro desejado. Esses dados vão formar um índice chamado de Markup.

 

O que é Markup?

O Markup é um método de precificação de produtos que se baseia nos custos e no lucro desejado. Esse cálculo é muito utilizado devido a sua praticidade e ao fato de poder ser adaptado a diferentes valores. Ele é composto por despesas fixas, despesas variáveis, margem de lucro e preço de custo do produto, chegando a definição do valor final de venda. Então, antes de calcular o Markup, precisamos definir esses custos.

 

Custos

Despesas Fixas: São as despesas relacionadas com a sua operação. Valores que influenciam indiretamente no valor final do seu produto. Despesas financeiras e administrativas, são as suas contas de luz, água, gastos com funcionários e afins.

 

Despesas Variáveis: São as despesas que ocorrem a partir da venda do produto. Aqui entram gastos com impostos, verbas de campanhas, comissões, gastos com frete (quando houver frete grátis, por exemplo), embalagens e etc.

 

Margem de Lucro: Aqui é o quanto você deseja lucrar com a venda daquele produto. Algumas empresas definem uma margem de lucro fixa para todos os seus produtos, mas também é possível trabalhar com uma margem para cada produto ou categoria de produtos. Essa é a taxa que vai movimentar o seu negócio e te ajudar a prosperar.

 

Custo do Produto: Basicamente é o quanto custou para que você levasse aquele produto para o seu estoque.

 

Calculando o Markup

Precificação no e-commerce, como definir o seu preço?

Para calcular o preço final do seu produto é preciso definir a porcentagem de cada despesa para cada produto. Para isso, analise os seus gastos e veja o quanto disso pode ser atribuído ao custo do produto. Além de definir o porcentual de lucro desejado.

Utilizamos a seguinte forma

 

100 / [100 – (DV + DF + LP)]

 

Onde

– 100 é o custo do produto adquirido

– DV são as Despesas Variáveis

– DF são as Despesas Fixas

– LP é a Margem de Lucro Pretendida

 

Exemplo

Você adquiriu um produto pelo valor de R$75, e ao analisar as suas despesas definiu os seguintes valores

 

DV: 12%, DF: 7%, LP: 13%

 

Aplicando na fórmula:

 

Markup: 100 / [100 – (12 + 7 + 13)]

Markup: 100 / [100 – 32]

Markup: 100 / 68

Markup: 1,4705

 

Pronto, temos o nosso valor de Markup. Agora é só pegarmos esse resultado e multiplicarmos pelo custo do produto adquirido.

 

Preço de venda: 75 x 1,4705 = 110,28

 

Esse é o valor final de venda do produto.

 

Vale para todos?

Qualquer empresa pode utilizar a fórmula do Markup para fazer a precificação dos seus produtos, porém em alguns casos essa não é a melhor forma de identificar o seu preço de venda. Para esses casos, outras técnicas de precificação devem ser empregadas.

 

Muitas vezes o preço de um produto é definido pelo mercado e a loja tem um retorno menor do que o desejado. Cada empreendedor deve analisar qual a melhor tática de precificação para os seus produtos ou serviços. Às vezes, uma forma mais simples de definir o valor final pode ser o que funcione para o seu negócio.

 

Concorrência

Ficar de olho na concorrência é parte do trabalho no e-commerce. Em tempos de comparadores de preço, o cliente visita a loja com a melhor oferta. Analise sempre o preço praticado pelos concorrentes para não ficar fora da faixa de preços. Se a sua loja oferecer preços muito altos o cliente irá comprar na concorrência, se o preço for muito baixo você terá prejuízo e o cliente pode ficar desconfiado da oferta.

 

Esse acompanhamento da concorrência deve ser estratégico, manter um preço na média para produtos que possuam muita oferta e valorizar os produtos que só você possui.

 

Existem algumas ferramentas de precificação automática que facilitam esse acompanhamento, analisando dados da concorrência e emitindo relatórios com as variações de preços, além de ser possível fazer alterações automáticas no seu preço de acordo com as variações no mercado.

 

A precificação do cliente

Precificação no e-commerce, como definir o seu preço?

Lembra daquela propaganda de uma famosa rede de varejo que perguntava aos seus clientes “Quer pagar quanto?”. Essa campanha pode ter rendido alguns processos, mas ela traz um questionamento válido na decisão de precificar os seus produtos. É preciso levar em consideração o quanto seus clientes estarão dispostos a pagar pelos seus produtos.

 

Os clientes levam em consideração o serviço prestado, exclusividade, nome da empresa, qualidade do produto, entre outros fatores. O empreendedor deve conhecer profundamente seus produtos para praticar um preço dentro do esperado e do que é oferecido.

 

Se os seus produtos estiverem com uma margem de preço muito acima do esperado pelo consumidor, ele não hesitará em deixar a sua loja e ir procurar um preço melhor no concorrente.

 

Conclusão

Encontre um equilíbrio dentro da precificação do seu produto, faça um levantamento dos seus gastos, do lucro esperado, os concorrentes e o perfil dos seus clientes. A partir disso você conseguirá definir qual o melhor preço a ser cobrado pelos seus produtos sem prejudicar o seu negócio e mantendo-se relevante no mercado.

You may also like...