Ad-block se aproxima de 200 milhões de usuários

Ad-block bloqueador de propagandas se aproxima de 200 milhões de usuários

O uso de softwares para bloquear propagandas pode ser mais comum do que imaginado. De acordo com um estudo realizado pela PageFair e Adobe, existem cerca de 200 milhões de usuários ativos de ad-block no mundo.

Isso representa um crescimento no uso desse tipo de software, que tem como objetivo bloquear propagandas em sites, pesquisas e redes sociais. Nos Estados Unidos, por exemplo, atualmente existem cerca de 45 milhões de usuários, um aumento de 50% em relação a 2014.

 

O estudo destaca alguns pontos:

  • O ad-block representa uma grande ameaça a empresas que dependem de propagandas para gerar receita. A previsão global é que essas empresas possam ter um prejuízo de $21.8 bilhões nesse ano.
  • O uso do ad-block varia muito conforme o público e o tipo de conteúdo. Sites voltados ao público jovem masculino, como sites de games, tendem a ter um índice mais alto de uso de ad-block, enquanto sites voltados a saúde, caridade e governamentais possuem o índice mais baixo.
  • O uso de ad-block na Europa cresceu 35% em relação ao ano passado, totalizando 77 milhões de usuários ativos.
  • O Chrome é o navegador com mais bloqueadores ativados, com cerca de 126 milhões de usuários.

 

Se o uso do ad-block continuar nessa mesma constante, o prejuízo global esperado para empresas que utilizam propaganda em 2016 é de $41.4 bilhões. Como razão para começar a usar bloqueadores de propaganda, os usuários disseram que sentem que as empresas fazem mal uso dos seus dados para criar propagandas personalizadas. Você pode acessar o relatório completo através do site da Page Fair.

You may also like...