Pesquisa aponta preferências de clientes no atendimento online

Como parte dos avanços tecnológicos no e-commerce, podemos destacar a comunicação digital como uma das mais importantes, com o seu poder de encantar clientes e melhorar o trabalho no comércio eletrônico. Porém, essa mesma comunicação, que se torna um elemento chave na transformação digital das empresas, pode se tornar prejudicial quando a experiência do usuário não é o foco, principalmente quando falamos de atendimento ao cliente.

Pesquisa aponta preferências de clientes no atendimento online

Uma pesquisa realizada pela Avaya em conjunto com a IDC (International Data Corporation), revelou que os consumidores preferem uma assistência humana para a maioria das suas solicitações no e-commerce, mostrando que se transformar digitalmente pode ser animador para a maioria das empresas, mas que nada substitui o toque humano.

Enquanto o atendimento com bots pode resolver facilmente solicitações simples como verificar o status de um pedido ou confirmar o pagamento de uma compra, os consumidores ainda preferem o contato humano quando falamos de situações mais complexas como registrar uma reclamação sobre a empresa ou tirar dúvidas sobre produtos.

Pesquisa aponta preferências de clientes no atendimento online

Os resultados mostram que buscar uma harmonia entre o atendimento pessoal e as interações com bots é o melhor caminho para o serviço ao cliente, somando habilidades humanas, como empatia e criatividade, com a capacidade de processamento rápido das máquinas.

Entretanto, a pesquisa aponta que o grande desafio está na falta de habilidade e na resistência da maioria das empresas em trilhar esse caminho. Os resultados mostram que mais de um terço das companhias consideram difícil conciliar o atendimento humano com a interação digital.

As maiores barreiras são:

  • Falta de habilidade dos colaboradores 63%
  • A cultura da empresa não é propícia 57%
  • Falta de processos adequados 56%
  • Falta de ferramentas e tecnologias integradas 43%
  • Falta de sistemas multifuncionais 37%
  • Custo de atendentes 36%

Metodologia

A pesquisa contou com a participação de 751 executivos e 600 consumidores de 15 países diferentes, incluindo o Brasil.

A pesquisa completa, em inglês, pode ser acessada aqui.

You may also like...