Brasileiros gastaram mais em sites estrangeiros em 2015 apesar da crise

A E-bit divulga todo ano um relatório com as principais informações sobre o comércio eletrônico brasileiro, o Webshoppers. Nesse relatório, eles apresentam o cenário atual do e-commerce e divulgam previsões para o próximo ano, além de analisar o comportamento dos consumidores. O estudo mais recente mostrou que, apesar da crise e alta do dólar, os brasileiros continuaram a fazer compras em sites estrangeiros.

Brasileiros gastaram mais em sites estrangeiros em 2015 apesar da crise

A pesquisa revelou que em 2015, houve um aumento na quantidade de consumidores comprando em sites internacionais em relação aos dois anos anteriores. A E-bit/Buscapé estima que cerca de 14,9 milhões de pessoas tenham comprado em sites fora do Brasil. Um resultado 36% superior se comparado a 2014.

 

Brasileiros gastaram mais em sites estrangeiros em 2015 apesar da crise

 

Os gastos também aumentaram, em 2014 foram gastos cerca de US$1,72 bilhões em sites internacionais. Em 2015 esse número subiu para US$2,02 bilhões, um aumento de 18%. A frequência de compra também aumento, em 2015 cada consumidor fez em média 3,8 compras em sites estrangeiros. Em 2014 a frequência de compra era de 3,2 por consumidor. Porém, vimos que a alta do dólar teve sim um impacto nas compras, o tíquete médio diminuiu. O valor médio gasto em cada compra foi de US$35,46, uma queda de 26,7% em relação a 2014, quando o tíquete médio era de US$48,36.

 

Brasileiros gastaram mais em sites estrangeiros em 2015 apesar da crise

 

Entre os sites mais populares, o AliExpress, site chinês do grupo Alibaba, continua sendo o queridinho dos brasileiros, 46% das compras internacionais foram realizadas no site. A Amazon ficou em segundo lugar na preferência, com 42% das compras. O Ebay, DealExtreme e Apple Store também apareceram entre os mais populares.

 

Brasileiros gastaram mais em sites estrangeiros em 2015 apesar da crise

 

Os eletrônicos foram os itens mais comprados em 2015, seguidos de Moda e Acessórios e Informática. Outras categorias que também aparecem em destaque nas compras são as de Telefonia/Celular, Livros, Brinquedos e Games.

A pesquisa demonstrou que, mesmo com a alta do dólar, o preço baixo oferecido pelos sites internacionais continua sendo um grande atrativo para a maior parte dos consumidores. Além disso, muitos sites oferecem frete grátis para o Brasil, contribuindo ainda mais para a decisão de compra.

A pesquisa foi realizada de forma online, entre os dias 18 e 26 de dezembro de 2015, com o painel de consumidores virtuais da E-bit/Buscapé que fizeram pelo menos uma compra online nos últimos doze meses. Foram coletados 2.019 questionários. Você pode acessar o relatório completo da pesquisa clicando aqui.

You may also like...