8 tipos de vídeos que podem ajudar nas vendas

Com mais de 7 bilhões de vídeos visualizados diariamente no YouTube e no Facebook, não é nenhuma surpresa que os conteúdos em vídeo sejam uma das principais formas de vendas de produtos e serviços. Esse tipo de mídia, imagens e vídeos, são o segredo para vender qualquer produto online.

8 tipos de vídeos que podem ajudar nas vendas

Os produtos mais vendidos em grandes e-commerces como a Amazon, por exemplo, incluem vídeo, mesmo que seja apenas uma visão em 360° do produto.

O ideal seria que cada produto possuísse um vídeo na sua página de detalhamento. O tipo de vídeo vai depender do que o produto faz, quanto custa, qual a sua utilidade ou diferenciais. A seguir vamos falar rapidamente sobre 8 tipos de vídeos muito populares na internet que envolvem produtos e podem ajudar na decisão de compra dos seus consumidores.

 

Como é feito?

Esse tipo de vídeo mostra aos consumidores como um determinado produto foi desenvolvido ou fabricado. As imagens devem incluir closes e imagens do trabalho manual que possa estar envolvido.

Para produtos artesanais esse tipo de vídeo pode ser extremamente benéfico por mostrar a produção, algumas das dificuldades envolvidas e agregar valor ao produto.

 

Unboxing

Unboxing, numa tradução livre significa “tirar da caixa”, e é isso o que vemos nesses vídeos. Normalmente esse tipo de vídeo começa com o produto ainda na caixa e no decorrer do vídeo ele vai sendo desembalado e tem todo o seu conteúdo revelado. Esse é o tipo de vídeo mais popular no YouTube sobre produtos, muitas vezes postado pelos próprios consumidores ou canais especializados em analisar produtos.

O unbox pode ser muito conveniente para as empresas por mostrar o produto como ele realmente é, e como foi enviado para o cliente.

 

Testes extremos

Será que o produto cumpre o que promete? Esses vídeos costumam testar a durabilidade dos produtos, geralmente levando o produto ao extremo. A Blendtec possui um canal no YouTube onde testa o poder dos seus liquidificadores, fazendo vídeos absurdos onde colocam até mesmo um telefone para bater.

Outras empresas fazem demonstrações de como seus produtos podem ser duráveis, um exemplo seria um vídeo mostrando como uma película para celular pode ser resistente.

 

Demonstração

Ótimo para sites que vendem móveis e decorações, esses vídeos mostram salas e espaços que utilizam os produtos vendidos por essas lojas.

Da uma ideia real de como o produto é e como ele pode ser aplicado.

 

Como fazer/instalar/usar? E etc

São vídeos que funcionam com a maior parte dos produtos. Eles mostrar como utilizar um produto, como instalar um produto, como lavar, como adaptar o produto para o seu dia-a-dia, etc…

A loja Na Parede, por exemplo, possui vídeos explicando como instalar corretamente os papéis de parede que vende na sua loja.

Esses vídeos de instruções podem ser bem relevantes e úteis para o seu público, principalmente se você vende produtos que geram dúvidas sobre usabilidade.

 

Comparação

Esses vídeos servem para comparar diferentes modelos de um mesmo tipo de produto, analisando o que muda de um para o outro ou, até mesmo, comparando com modelos da concorrência. Esse tipo de vídeo é muito popular no setor de tecnologia.

Ao comparar produtos com a concorrência siga as diretrizes de legalidade adequadas.

 

Produtos em uso

O foco nesse vídeo é mostrar outras pessoas usando o produto. Às vezes pode ser algo bem simples, como um atleta usando produtos de uma determinada marca para competir.

Esse tipo de vídeo também pode incorporar elementos de Como Utilizar o produto.

 

Paródias e Virais

Todo mundo gosta de dar risada, e se feito de maneira correta as paródias podem ter um bom alcance de público e ajudar a aumentar as vendas. Não precisa necessariamente ser uma paródia, pode ser um vídeo engraçado ou com uma boa sacada. Os próprios clientes costumam criar esses vídeos.

Lembram da Mãe Chewbacca? Esse vídeo simples fez com que as vendas da máscara aumentassem e ela ficou esgotada em quase todas as lojas.

 

Porque fazer vídeos?

Nós vivemos em um mundo rápido. As pessoas querem informações precisas o mais rápido possível. Até mesmo um vídeo simples de 10 segundos pode ajudar a aumentar as vendas.

 

Mas existe um tempo de duração ideal?  Não existe um consenso sobre isso, mas 60 segundos demonstram melhores resultados. É claro que alguns produtos precisam de vídeos mais longos, mas o segredo é apresentar conceitos simples. Às vezes, fazer vários vídeos curtos faz mais sentido do que um único vídeo longo.

 

Os vídeos devem ser uma parte do conteúdo da descrição dos produtos, eles não devem substituir o texto, eles se complementam. Existem clientes que preferem ler sobre o produto do que ver o vídeo, e muitos consumidores que pesquisam a fundo sobre produtos preferem confiar no texto da descrição para confirmar suas suposições.

 

Além disso, o vídeo embora seja muito útil não é pesquisável como o texto. Então, não se esqueça de usar palavras-chave e as terminologias corretas no seu texto sobre seus produtos.

 

Fonte: Practical Ecommerce

You may also like...