5 dicas para diminuir o seu estoque no e-commerce

Para muitas lojas, seja no e-commerce ou no mundo físico, é necessário manter uma constante atualização no seu estoque de produtos. Seja para adicionar itens novos, atualizar uma coleção ou gerar um fluxo de caixa, itens antigos devem ser tirados do seu inventário. Um bom gerenciamento de estoque é uma das chaves para o sucesso no varejo online.

Ocasionalmente você precisará se livrar de itens que já estão a muito tempo no seu estoque, são aqueles produtos que vendem pouco ou que estão fora de época. Dinheiro e espaço devem ser feitos para alocar novos produtos ou produtos que vendem rápido. Abaixo vamos dar 5 dicas para te ajudar a se livrar de produtos indesejados e liberar o seu estoque.

5 dicas para diminuir o seu estoque no e-commerce

1 – Diferença entre promoção e liquidação

No varejo, o termo promoção significa que um produto, ou vários produtos, serão oferecidos por um preço mais baixo por um determinado período de tempo. Promoções servem para aumentar a receita vendendo uma grande quantidade de produtos.

Liquidação, é um tipo especial de venda que tem como objetivo diminuir o estoque, provavelmente para zero. Dessa forma, as liquidações não tem como objetivo principal gerar lucro. Produtos vendidos em liquidações geralmente representam um investimento que já foi perdido ou que não pode ser recuperado por completo.

Por exemplo: roupas de inverno não vão vender bem no verão, e talvez não valha a pena para o consumidor comprar agora e esperar pelo inverno do próximo ano. O investimento feito nesses itens está perdido.

A dica é: venda barato. Estabeleça uma meta como “Eu quero diminuir o meu estoque em duas semanas”. Então estabeleça um preço e depois de três dias faça um teste. Você está no caminho certo para conseguir vender tudo em duas semanas? Se sim, continue. Se não, talvez você deva diminuir o preço para cumprir o seu cronograma.

 

2 – A não ser que você venda vinho, os seus produtos não ficarão melhores com o tempo

São poucos produtos que ficam melhores com o tempo, vinho é um exemplo. Veja os produtos que você tem no seu estoque, eles vão envelhecer bem? As caixas vão durar? A poeira vai se acumular? Existe alguma chance do fabricante substituir o modelo atual por um novo? Ou talvez atualizar o existente?

É melhor vender um item a preço de custo ou com uma perda de lucro e recuperar parte do investimento do que ficar com um item encalhado no seu estoque e futuramente ter que descartar esse produto porque ele não está mais em condições de venda.

Não acumule itens perecíveis ou datados a não ser que você tenha certeza absoluta que poderá vendê-los.

 

3 – Ofereça produtos em liquidação para os seus melhores clientes

Quando você decidir que alguns itens precisam ser vendidos, considere oferecê-los para os seus melhores clientes em primeira mão. Ao invés de apenas abaixar o preço dos produtos em liquidação e enviar uma newsletter para todos os consumidores da sua loja, considere selecionar aqueles clientes que sempre compram com você e avisá-los antes.

Você pode enviar um e-mail para 10% dos seus maiores compradores. Avise-os que você irá colocar alguns produtos em liquidação na próxima semana e que eles podem comprar esses produtos com antecedência pelo preço mais baixo utilizando um cupom de desconto.

Dessa forma esses clientes se sentirão mais valorizados, confiarão mais na sua empresa e saberão que você reconhece o valor deles como clientes.

 

4 – Propaganda

Propagandas na sua própria loja podem ter um impacto significante nas vendas. Se você quer vender produtos encalhados considere dar um destaque para esses produtos.

Um exemplo: Inclua banners informando sobre a liquidação na página inicial da sua loja, ou até mesmo, um banner fixo em cada página.

Muitas lojas costumam utilizar um grande banner no topo das suas páginas para anunciar a liquidação e direcionar os seus clientes para a página dos produtos com desconto.

 

5 – Venda produtos em liquidação em marketplaces

Você não precisa vender produtos em liquidação no seu próprio site. Para algumas lojas, colocar produtos em liquidação pode ir contra a sua imagem de “marca premium”. São marcas que investiram muito tempo, dinheiro e esforço para se estabelecerem como um líder de mercado premium, com atendimento e produtos de qualidade, e fazer liquidações pode não ser bom para a reputação deles.

Nesses casos, você pode vender seus produtos em marketplaces como Submarino, Mercado Livre, Ponto Frio entre outros. Você pode vender utilizando um outro nome ou até mesmo negociar lotes de produtos com outra loja.

 

Geralmente fazer uma limpeza no seu inventário pode não te trazer o dinheiro que você investiu naqueles produtos, mas você poderá recuperar parte do que foi investido sem necessariamente prejudicar a sua empresa.

 

Fonte: Practical Ecommerce

You may also like...